Pouco antes de seu assassinato, Kennedy discutiu ação militar para tirar Jango da Presidência

Presidente dos Estados Unidos debateu situação do Brasil e do Vietnã na Casa Branca

Quarenta e seis dias antes de ser assassinado em Dallas, no Texas, o presidente americano John F. Kennedy indagou, em reunião na Casa Branca, se os Estados Unidos poderiam “intervir militarmente” no Brasil para depor o então presidente João Goulart. A informação está na edição revista e ampliada de A Ditadura Envergonhada, que será lançada em fevereiro pela Intrínseca.   A pergunta de Kennedy é reveladora de como os Estados Unidos cogitaram uma ação armada que socorreria um golpe no país para derrubar Jango.

Leia mais >>

Ouça o áudio editado